domingo, 22 de agosto de 2010

O Candomblé, a Umbanda e a Quimbanda

Para entender as diferenças do Candomblé, Umbanda e Quimbanda, primeiro devemos saber a diferença entre religião e seita.

Religião:  é um culto a uma divindade, sendo definida como um conjunto de crenças ao sobrenatural, divino, sagrado, bem como o conjunto de rituais que derivam destas crenças.
Seita: é um grupo que segue uma doutrina que deriva ou diverge de uma religião.


CANDOMBLÉ é uma religião monoteísta que tem a sua origem com os primeiros escravos provenientes da África no século XVI. Como eles vinham de várias regiões do continente africano, o Candombé evoluiu para diversas divisões ou nações, as quais são totalmente diferentes entre si. As nações Ketu, Bantu e Jeje possuem como deus único Olorum, Nzambi e Mawu respectivamente.
Dentre os diversos grupos étnicos que ramificaram o Candomblé no Brasil, a tribo yoruba é a mais conhecida com os Orixás e seu deus é o Olorun, citado anteriormente.
Os Orixás são as divindades, os guardiões dos elementos da natureza cada qual têm as suas características e preferências.
Eles recebem homenagens regulares com oferendas de animais, vegetais e minerais, cânticos, danças e roupas especiais. Os orixás incorporam-se nos fiéis para fortalecer o axé (energia vital) que protege o terreiro e seus membros, sendo os cânticos em língua africana.
Nenhuma divindade é superior ou inferior a outra e não existe o bem e o mal de maneira isolada.


A UMBANDA é uma religião criada em 1908 pelo médium Zélio Fernandino de Moraes sob a influência do Caboclo das Sete Encruzilhadas.
A umbanda possui influências do Candomblé e do Espiritismo onde os espíritos são chamados de guias e os cultos de giras. Nestas, também há oferendas para os guias e os médiuns incorporam as entidades, entretanto eles dão passes e consultas e os cânticos são em língua portuguesa.
As entidades são agrupadas em hierarquia, que vai dos espíritos mais baixos (maus) aos mais evoluídos (bons). Podem ser: pretos-velhos, caboclos, boiadeiros, mineiros, crianças, marinheiros, ciganos, baianos, orientais, xamãs e exus.

QUIMBANDA é uma seita, sendo uma ramificação da Umbanda. Na Quimbanda é onde atuam os exus e pombas-giras que fazem uso das forças negativas.


Sites relacionados:

38 comentários:

  1. Fazendo visita e seguindo tbm ok??
    http://maniaderafa.blogspot.com visita la tbm e segue se puder...deixa um coments
    abraços
    Parabéns pelo Blog

    ResponderExcluir
  2. interessante, curti.

    http://videstrela.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. vale pela curiosidade, mas acredito em Jesus Cristo como meu unico e suficiente salvador, que é a verdade, a luz e o caminho!

    Um abração Moniquinha! Boa semana pra vc!!!

    ResponderExcluir
  4. só uma correção,ñ existe espírito ruim na umbanda,nem umbanda preta ou branca,procure estudar mais sobre o assunto.
    www.minhaumbanda.com.br

    ResponderExcluir
  5. é muito bom saber disso, obrigada pelas informções

    ResponderExcluir
  6. Olá amiga, valeu pelo seus comentários lá no cinemeirosnews e já to seguindo tbém o seu blog q é massa. Com relaçao ao seu post, foi bom pela curiosidade e por esclarecer bem certas diferenças. Mais sou católico-apostólico-romano-carismático. E sem kerer desmerecer as outras religiões, acho q JESUS CRISTO é a única salvação, mais sem radicalismo pois respeito kalker religião, pois acreditar em algo é melhor do que não acreditar em nada.
    Tbém gostei do seu post sobre as eleições, até lembrou um post q fiz em meu outro blog, se quiser dár uma conferida nas diferenças entre voto em branco e voto nulo passe em: www.blog-do-pena.blogspot.com o meu outro blog q com certeza vale a pena ser seguido hehehe...

    ResponderExcluir
  7. Interessante. Eu não sabia nada sobre isso, apesar de me interessar por religião no geral (sou um semi-agnóstico).

    ResponderExcluir
  8. Eu também sou Católica e não custa nada conhecer as demais religiões e entender os seus preceitos. Saber mais a fundo não significa que vc vai deixar de seguir a sua religião de origem.

    Anônimo, se vc for umbandista, deve saber que existem as giras de esquerda (espíritos maus) e de direita (espíritos bons). Concordo que umbanda preta e branca não existe, mas o polos positivo e negativo sim.
    Se o seu comentário fosse mesmo bem fundamentado, vc não ficaria no anonimato.

    ResponderExcluir
  9. olá Monica! =]
    bem interessante o post
    meu namorado ja fez um curso de espiritismo e umbanda.
    é bem interessante!
    bjos
    leticia

    ResponderExcluir
  10. ah ele criou um blog falando disso e algumas religoes tbm

    passa la
    http://novalexandrialp.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Vou ser sincero. Sou ateu e não tenho o que comentar nesse post, me desculpa.

    ResponderExcluir
  12. Muita gente considera tudo a mesma coisa,valeu pela explicação

    ResponderExcluir
  13. Parabéns pelo post, lugares com boas informações como seu blog, que fazem da internet esse meio tão rico em idéias.

    muito boa a explicação que você deu.

    ResponderExcluir
  14. Não sou adepta de nenhuma delas, mas respeito todas!

    ResponderExcluir
  15. Interessante apesar de eu não ter o interesse por crenças e religiões em si, cultura é sempre bom de ser aprendida e respeitada

    ResponderExcluir
  16. Eu sabia mais mesmo era sobre o Camdomblé.Eu sempre quis colocar uma coisa mais educativa no meu blog...Acho massa,hehehehe

    http://deathecator.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. prezada sra,
    a razão de estar no anonimato é pq ñ possuo conta no google.
    Sou umbandista há 20 anos.
    estude mais sobre o assunto se quiser comentar,a esquerda se trabalha com os guardiões que ñ são maus como se pensa.

    Atenciosamente,
    Francisco Dias Pereira

    ResponderExcluir
  18. Ah! Agora sim, FRANCISCO.
    Por favor, mande seu e-mail para mopinheiroblog@gmail.com
    Quero te fazer uma proposta.
    Até mais.

    ResponderExcluir
  19. Muito legal Mônica. Eu sou católico, só pra dizer que sigo alguma religião, mas não prego o catolicismo e nem obedeço 100% as normas da Igreja Católica. Eu creio em DEUS, em Jesus Cristo e sigo meu coração, no que é certo e errado. Acho que tem muita coisa errada na igreja católica, por isso não sigo cegamente. Uma das coisas é o preconceito com as outras religiões.

    Todos temos nossas crenças, até mesmo os ateus tem alguma crença, mesmo que não seja em um DEUS, como pensamos, eles acreditam na ciência, assim dizendo. E o que precisamos aprender é a estudar e respeitar as outras religiões. Muita gente, por exemplo tem preconceito com espiritismo, sendo que é uma religião muito interessante e ótima de ser estudada. Se segundo a lei de DEUS somos todos iguais, porque devemos nos achar superiores por sermos de uma determinada religião?

    Acessa? http://www.leontextos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  20. Mônica, muito boa esta "matéria" explanando sobre as diferenças entre religião, seita e tal... Muito explicativo!
    Creio que apesar de todas as diferenças, o que importa é o respeito ao próximo a si mesmo; quando isto é posto, qualquer crença ou pensamento é válido!
    Bjs!

    http://comunicationislife.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  21. Oie Monicaa! primeiro obrigada pelo teu comentário no meu blog! que Deus te abençoe mtu!
    ^^
    e esse post teu foi muito interessante..tirou algumas duvidas q eu tinha..

    beijoo

    ResponderExcluir
  22. Olá, Mônica.
    Admiro muito o seu blog, por ser tão rico em conteúdo. E por esse motivo tenho um selo para você em meu blog. Passa lá para pegá-lo.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  23. as pessoas tem um certo preconceito sobre isso... é chato sabe ? E o pior de tudo é que quem tem preconceito,são pessoas que não tem informação sobre isso.
    Gostei do texto ! :D

    ResponderExcluir
  24. sou umbandista com muito orgulho mas ja sofri muitos preconseitos, mas ergui minha cabeça e segui em frente.
    sou filha de oxum com ogum, com orgulho!!!

    ResponderExcluir
  25. Olha, gostei do post, mas acho que peca num ponto...
    A umbanda não trabalha com espíritos que vão dos bons aos maus. Na verdade, bem e mal estão em tudo. Não existe o sim sem o não.
    A umbanda orienta seus cambonos a trabalharem com os espíritos de modo a exercer a caridade, seja trabalhando na luz ou nas trevas, e fazer o bem.
    Aqueles espíritos que trabalham nas trevas (como exus e pombogiras), podem levar a luz, mesmo pertencendo às giras de esquerda e trabalhando nas trevas.
    Por exemplo: Há espíritos que, para que evoluam, necessitam experimentar a dor, a enfermidade. Neste contexto, a entidade de esquerda pode dar auxilio para levá-lo à luz.

    De qualquer forma, agradeço a iniciativa de dar atenção ao povo de aruanda!

    Paz.

    ResponderExcluir
  26. Oi, Diego,
    Concordo que o bem e o mal existem em tudo, inclusive no mundo dos espíritos, como na Umbanda. Eu não disse que as entidades de esquerda praticam o mau. Elas apenas são meios para descarregar as energias negativas do centro, portanto não levam à luz.
    Vc mencionou os cambonos como os médiuns, o que eles não são. Os cambonos são os servos (não incorporam as entidades) que auxiliam os médiuns durante a gira.

    De qualquer forma, obrigada por prestigiar o blog.

    Paz

    ResponderExcluir
  27. A umbanda é a Fé, Esperança e Caridade, através dela é q conseguimos resolver certos problemas espirituais q influenciam na vida material. Ninguem é obrigado a acreditar nas religiões mencionadas até pq certas pessoas são tomés da vida, e passam a acreditar quando precisam da ajuda dos espiritos de Deus. Fiquem com deus! silvestreholanda@hotmail.com >>> abraços

    ResponderExcluir
  28. Anônimo disse...

    A umbanda é a Fé, Esperança e Caridade, através dela é q conseguimos resolver certos problemas espirituais q influenciam na vida material. Ninguem é obrigado a acreditar nas religiões mencionadas até pq certas pessoas são tomés da vida, e passam a acreditar quando precisam da ajuda dos espiritos de Deus. Fiquem com deus! MSN > silvestreholanda@hotmail.com >>> abraços

    ResponderExcluir
  29. eu sou católica e axo muito interessante falarem sobre outras religiões como a umbanda, quimbanda e cadomblé religiões espiritas muito interessante

    ResponderExcluir
  30. na minha opinião todas as religiões sõa interessantes pois varia sreligiões sofrem preconceito com isso eu naum axo certo pq as pessoas devem respeitar as religiões pq elas criticam antes de conhecer as pessoa devem conhecer antes de criticar...eu pretendo conhecer varia religiões me sentiria muito feliz por conhecer religiões diferentes

    ResponderExcluir
  31. GOSTARIA DE FAZER AMIGOS QUE PRATIQUEM A UMBANDA UM ABRAÇO PAULO.. porinhaquite@bol.com.br deixo contato obrigado

    ResponderExcluir
  32. gostaria de fazer amigos umbandistas deixo meu e-mail porinhaquite@bol.com.br,favor enviar recados para amizade e trocar conhecimento um abraço, paulo

    ResponderExcluir
  33. Oi monica,vc pode me ajudar qual.das 3 devo ir?pois estou precisando mt.e se conhecer algm q possa me ajudar por favor entre.em contato cmg
    Bjus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lia, essa escolha é muito pessoal e por isso não posso indicar pra você. Antes de opinar, conheça todas as religiões e só assim você irá se identificar com alguma delas.
      Este texto foi fruto de uma pesquisa e não conheço as pessoas que atuam nesta área.
      Boa sorte e sucesso pra você.

      Excluir
  34. ORIGEM DA UMBANDA
    Uma grande maioria dos Umbandistas não se conforma com o elemento africano no seio da liturgia de Umbanda. Acreditamos que tal procedimento tem bases na falta de esclarecimento, não chegando a constituir radicalismo.
    Não estamos descobrindo nenhuma novidade nem, muito menos, descobrindo a pólvora; tudo estaria compreendido se os pretensos radicais tivessem o pequeno trabalho de consultar os que primeiro investigaram sobre o importante assunto. Para tanto, bastaria que compulsassem o belíssimo livro: Umbanda em Julgamento, de Alfredo d'Alcântara, publicado em 1949 e o esplêndido compêndio: O que é Umbanda, de Calvacante Bandeira, publicado no ano de 1971. Não há necessidade de irmos a Helly Chantellay - que em 1894, em função da Missão Inglesa que exercia, em Angola, publicara Folk-hales of Angola que na página 268 alude ao mbanda e ao kimbanda, descobrindo o em primeiro lugar o fio da meada.
    Em tais condições, podemos afirmar que Umbanda tem origem na prática religiosa dos povos bantos, mais particularmente em Angola.
    Já havia, no Rio de Jaaneiro, em razão dos africanos que aqui aportaram e há mais ou menos trinta (30) anos, a prática do Candomblé que no Rio tomara o nome de Macumba, enfaixando em seu bojo os elementos da magia européia, magia branca. A denominação era africana e o ritual tinha em seu corpo nominação africana e o ritual tinha em seus corpo manifestações espíritas, posto que baixavam nessas reuniões espíritos de pais e mães-de-santo falecidos e também os pretos-velhos de diversas nações: Congo, Angola, Cabinda, Mina, etc. Assim verificamos mais um elemento que era o Espiritismo.
    O sacerdote que na África tinha o nome de mbanda passou a se confundir com o local onde se realiza o culto e pelo o pouco esclarecimento dos freqüentadores, pronunciavam Umbanda, para designar a reunião. Em marcha a nova religião, tivemos a integrá-la, tambem, a manifestação dos caboclos, elemento caracterizador do Culto Amerindio (indios das Américas).
    Como se verifica, foram aparecendo, mais pronunciadamente, o contigente de Ocultismo; "Signo de Salomão, Pontos Cabalísticos e as defumações Orientais, constituindo mais um elemento.
    Por tais razões, a grande Religião Brasileira, menos antes do Congresso de 1941, a Umbanda, mostrou-se constituida dos cinco (5) elementos: Africanismo, Espiritismo, Amerindismo, Ocultismo ou Orientalismo e, por usar os santos Católicos no comparativo dos seus Orixás, o Catolicismo.
    Pelo que ficou dito linhas antes, podemos afirmar, recapitulando, e melhor esclarecendo, que nossa Umbanda formara da seita mista existente no Rio de Janeiro as quais (eram várias) englobavam em seu bojo as Nações: Nagô, Jêje, Cabinda, Congo, Angola, Moçambique, Rebolo, Benhuela, e dessas Nações se formaram as Linhas. Para provar, até hoje temos a Linha de Congo e no-lo diz o decantado ponto:
    "Pisou na Linha de Congo ... É Congo, é Congo Auê ..."
    "Pisou na Linha de Congo ... Agora é que eu quero vê ..."
    O interessante é que os sacerdotes de então, diziam: "Vamos cantar para a Linha das Almas" e na ocasião, baixavam espíritos dos Babalorixá e Babalaô já falecidos que diziam vir completar a sua missão interrompida pela morte e passavam a dar esclarecimentos, ensinos para a doutrina, a seita, não sofressem interrupção.
    tinham origem Banto-Iorubá.

    ILÊ ASÉ OBALUFAN DEIM ALAKEXÊ
    Rua: Gustavo José de Paula Gomes, 289 - Lagoa Azul - Natal/RN
    CEP: 59.129-730 - CEL: (84) 8759.5477 / 88557.1294
    E-mail: glovanegomes@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  35. A UMBANDA

    Que é Umbanda?

    - A Umbanda, religião que se vem firmando entre o povo brasileiro, é um agrupamento de seres humanos contendo as mesmas afinidades religiosas, isto é, que se encontram mais ou menos no mesmo estágio de evolução e mantém a mesma disposição espiritual. Para satisfazer suas práticas devocionais, essas pessoas usam de ritos, cerimônias, atos e procedimentos próprios que julgam adequados à finalidade de se harmonizarem com seus Guias e deles obterem a proteção e ajuda na resolução de problemas materiais, psíquicos, psicológicos e espirtuais ou lutarem contra as adversidades da vida. Cada adepto tem sempre obrigações a cumprir para agradar a seus protetores, angariar-lhes a simpatia e forçar seu auxílio nas lutas do dia a dia.
    Mas para que o Guia ou Protetor se manifeste em alguém, necessário se torna que esse alguém seja Médium ou Sensitivo, isto é, aparelho com disposição para se deixar incorporar por ele e deixá-lo agir em benefício de outros e do próprio Médium, vulgarmente chamado "cavalo", por dar passividade ao espírito desencarnado, servindo de intermediário entre o Guia e os irmãos encarnados.
    A Umbanda é a reunião desse tipo de intermediário, cujas mentes se afinizam entre si, sob a direção de um dirigente, denominado Pai ou Mãe de Santo, Babalorixá ou Yalorixã, se este último for do sexo feminino, Cacique, Chefe de Terreiro, ou simplesmente Babalaô.

    ResponderExcluir
  36. OS ELEMENTOS FORMADORES DENTRO DA UMBANDA.

    Sumariando, então, podemos ter certeza que entraram os elementos formadores assim especificados:

    Elemento Africano - Orixá, denominação dos vários componentes (apetrechos, instrumentos de som, comidas, guias). Esses componentes tinham origem Banto-Iorubá.

    Elemento Ameríndio - Culto de índios americanos, o que está patente na manifestação de caboclos cujos nomes foram enriquecidos depois da obra de José de Alencar.

    Elemento Católico - Os santos católicos usados para, em comparativo, nominar os Orixás da Umbanda.

    Elemento oriental ou ocultista - As defumações, os pontos cabalísticos, os amuletos mágicos, a Astrologia.

    Elemento espírita - Constituido de preces, passes, doutrinações e de manifestações de Guias e Anjos de Guarda.

    Podemos estar mais ou menos delineados os elementos formadores e, assim, satisfazer aos nossos queridos e amados irmãos.

    ILÊ ASÉ OBALUFAN DEIM ALAKEXÊ
    Rua: Gustavo José de Paula Gomes, 289 - Lagoa Azul - Natal/RN.
    CEP: 59.129-730 - CEL: (84) 8759-5477 / 8857-1294
    PAI GLOVANE D'OSHALÁ.
    MÃE NININHA D'OYA-JAÚNA

    ResponderExcluir

Olá! Sua opinião é muito importante. Comente!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails